Páginas

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

“A vibração e o fôlego”

Morphine Epiphany
São Paulo, SP, Brasil
@: souavenger69@gmail.com

Numa vibração de harpa
Acariciada por ninfas
Tuas mãos puxaram-me
Para as profundezas do
Lago
Nenhuma movimentação
Das minhas solas
Ou braçadas enlouquecidas
Foram capazes de
Me lançar ao fôlego
Na vibração da sua harpa
E das unhas a cravar
Teu suspiro se prendeu
Virei cabelos, vestido
E sopro
Nas profundezas dos
Lábios
Nenhuma respiração
Desliguei os pulmões
E matei o ar aprisionado
Agora sou capaz de
Nadar sem fôlego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário