Páginas

domingo, 5 de março de 2017

Revista Criticartes

Por Marta Amaral
Arapiraca, AL, Brasil
@: martaamaral41@hotmail.com

É a divisão magnífica de se criar no meio artístico das letras.
É nessa capacidade e habilidade que a Criticartes se encontra, de desenvolver um papel construtivo, que é a crítica, que manifesta suas teorias por meio de palavras de maneira clara e objetiva. 
Na divisão que dá ao seu papel, cada um com sua função. Levando ao esclarecimento daqueles que entendem sua versão. 
Não é a crítica por si que se manifesta à sua maneira de julga, mas, as artes de como se predominam ao escrever: são dois relatos em um só. 
A Arte é a criação da mente esboçada pelo que se pensa e o que se quer. Assim, dá vida ao personagem ilusório. 
Cria-se o pensar de maneira específica, na bobagem linguística do falar em versos. 
É a Crítica + Artes, gerando a criatividade por meio da escrita. Nesse compasso surgem vários entendimentos em um só sentindo. Criar a arte que há dentro de cada ser é produzir seus conhecimentos.
Dando a oportunidade de desenvolver o lado artístico do escritor. Que carrega dentro as duas funções em uma só: “CriticArtes”. Ao mesmo tempo que se cria a arte se desenvolve a crítica. 
A revista tem essa modelagem de nos trazer um aprendizado novo, de uma maneira que abrange os conhecimentos poéticos. 
Trazendo história de um passado para um presente atual resgatando o que um dia ficou para trás. 
Como também vivenciando o melhor que se tem dentro da filosofia que predomina o esclarecimento daquilo que escreve. 
É nesse conteúdo ideológico que se vai ampliando as formas de uma consciência social, abrangendo um conjunto de ideias para um desenvolvimento na história que se cria.
Parabenizo a Revista Criticartes pelo grande desempenho de proporcionar conhecimentos e de nos dar a oportunidade de mostrar a atualidade de cada Escritor. 

Marta Amaral
Marta Amaral reside em Arapiraca, Alagoas; formada em Pedagogia e curso profissionalizante de cabeleireira. Participou da coletânea Palavra Arte; publica no site Recanto das Letras e na Revista Criticartes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário