sábado, 9 de junho de 2018

Cordel das Neves às Nuvens - Rogério Fernandes Lemes

1ª edição 2018

I
No Mato Grosso do Sul
Do Sergipe, bem distante
Um livro de cordelistas
De cara se fez gigante
A primeira antologia
Que fala da covardia
De um assunto preocupante.

II
Tem como organizadoras
Duas feras do papel
Uma chama Daniela
E a outra é a Izabel
A primeira é dos Bento,
A segunda, Nascimento
São rainhas do cordel.

III
A primeira antologia
Com dezessete relatos
Foi um grande desafio,
Em cordel, contar os fatos
Mas o belo resultado
Em cada verso grafado
São reais, não são boatos.

IV
Alaíde Souza Costa
Foi nas trilhas do cordel
De família muito humilde,
Hoje grande menestrel
Escreveu a sua história,
Registrou sua memória
Para sempre no papel.

V
São dezessete mulheres
Que falam de coração
Sobre como o preconceito
Atravessa geração
Deixar a mulher de lado,
Além de ser um pecado,
É uma triste decisão.

VI
São vozes cotidianas
Contra um machismo insano
São vozes que vem das neves
Às nuvens de um céu ciano
Falando do preconceito,
Do carinho e do respeito
Para o cordel sergipano.

VII
Esta obra primorosa
Registrada no papel
É uma bela iniciativa
Da versátil Izabel
Linda voz que anuncia
A brilhante Academia
Sergipana de Cordel.

VIII
Se ficou interessado
Não se avexe, vá depressa
Garantir seu exemplar
E não fique fora dessa
Leitura de qualidade
Com relatos de verdade
E que deixa uma promessa.

IX
Que venha o segundo livro
Porque um só não dá conta
De expressar tanta beleza
Quando a vida é quem reconta
Histórias de preconceito
E da falta de respeito
Que de falar amedronta.

X
Deixo aqui a minha dica
Pra aumentar sua cultura
Ao invés de celular
Faça esta bela leitura
Além de ficar sabido,
E ainda mais esclarecido
Se embarcar nessa aventura.

Participantes da I Antologia das Mulheres do Cordel Sergipano

O Autor

ROGÉRIO FERNANDES LEMES nasceu em Amambai, MS, no dia 13 de maio de 1976. Formado em Ciências Sociais. Publicou “Amambai com poesia” (Poemas, 2013); “Subjetividade na pós-modernidade” (Crônicas, 2015); “As aventuras de Nicolas e o robô do espaço” (Literatura infantil, 2017); e, “Palavras amontoadas” (Poemas, 2018). É membro da Academia Douradense de Letras e membro Correspondente da Academia Gloriense de Letras, em Sergipe. Idealizador da Academia Amambaiense de Letras. Atual Vice-Presidente da União Brasileira de Escritores no MS. Criador da Revista Criticartes e da Biblio Editora. Organizador das Antologias Criticartes e da Coletânea Mato Grosso do Sul 40 anos.

2 comentários:

  1. Parabéns, pela postagem. As meninas de Sergipe estão fazendo e acontecendo

    ResponderExcluir
  2. Que bela homenagem, estamos lisonjeadas!

    ResponderExcluir